WhatsApp: (91) 8895-3102
Afiliado a:

Sindmepa pede providências ao MP contra diretora da UPA de Ananindeua

0

O Sindmepa protocolou junto ao Ministério Público de Ananindeua pedido de intervenção para que o prefeito do município, dr. Daniel Barbosa Santos, seja chamado a prestar esclarecimentos sobre as denúncias de assédio moral contra médicos da UPA Cidade Nova por parte da diretora da unidade, Suzi Baía. A mesma prática já havia sido denunciada quando a diretora estava à frente da UPA Icuí Guajará, meses atrás. O Sindmepa solicitou ao MP que sejam tomadas as providências legais pertinentes.

No início de novembro, o Sindmepa recebeu a comissão de médicos da Unidade de Pronto Atendimento da Cidade Nova que após denunciarem os atos de assédio moral por parte da diretora da unidade, pediram a intermediação do Sindmepa para solicitar a exoneração de Suzi Baía da UPA. A diretoria colegiada do Sindmepa solicitou audiência ao prefeito de Ananindeua, Daniel Barbosa, oficialmente e por meio de contato pessoal, mas não foi atendido. O que permite a conclusão de omissão reprovável por parte do Poder Executivo.

Relembre o caso

A crise atual está associada a ordens dadas, pela diretora, para que pacientes fossem liberados, evitando a permanência nas dependências da UPA, embora houvesse necessidade de aguardar leitos, para fins de internação. A diretora não é médica e, mesmo como gestora, não possui competência administrativa ou ético-profissional para intervir sobre uma decisão que constitui ato médico.

A liberação de um paciente, para o qual havia sido requisitada internação, constitui conduta irresponsável, que em última análise põe em risco a vida dos indivíduos. Dito isto, o Sindmepa apresentou a demanda dos médicos para exoneração da diretora, concluindo que ela não possui condições mínimas de desempenhar função tão relevante.

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará