WhatsApp: (91) 8895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386
Afiliado a:

Sindmepa garante seguro de vida para associados

0

A partir deste mês de maio todos os médicos associados quites e os novos que se associarem ao Sindmepa terão um seguro de vida garantido, sem prazo de carência, pela Mongeral Aegon (MAG). Uma das vantagens da parceria é que favorece a entrada de médicos com idade até 70 anos e no início da vigência do contrato não haverá limite de idade para ingressar no seguro.

Esta é mais uma vantagem que o Sindmepa está oferecendo aos seus associados. Principalmente em tempos de pandemia, contar com um seguro de vida gratuito, sem prazo de carência para o favorecido, é um diferencial e um benefício a mais que a entidade oferece a seus associados.

“Trabalhamos este benefício desde março de 2019. Consultamos várias seguradoras e a que nos apresentou as melhores condições para o médico foi a Mongeral, particularmente, pela idade limite para entrada, 70 anos, e agora no início do contrato com todos os médicos associados quites ingressando sem limite de idade”, afirma o diretor do Sindmepa, Waldir Cardoso.

O seguro tem valor de R$ 10.000,00 para morte natural (qualquer causa, inclusive Covid 19) e R$ 20.000,00 para morte acidental (até 86 anos).

A Superintendente comercial Pará e Amapá, Kelly Silva, destaca que para esse seguro coletivo para os associados Sindmepa foi possível flexibilizar o prazo em função da pandemia.

“Sempre procuramos nos manter atentos às necessidades dos nossos clientes e, neste momento, os médicos precisam de um seguro que realmente atenda suas necessidades e de suas famílias”, afirma.

Além do seguro, a MAG fará uma consultoria gratuita aos novos associados indicando outros benefícios individuais que eles podem ter, incluindo previdência privada, afastamento do trabalho (DIT), Doenças Graves e outros. Para ter acesso à consultoria, os médicos devem manter seus cadastros atualizados junto ao Sindmepa.

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará