WhatsApp: (91) 8895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386
Afiliado a:

Reunião convocada pelo MPE define protocolos de atendimento da Covid em Belém

0

Os problemas envolvendo falta de médicos, de EPIs, médicos em situação de risco, afastamento por contágio pela Covid 19, capacitação rápida de Residentes para urgência e emergência, entre outros assuntos, foram abordados em reunião realizada por vídeoconferência na noite deste sábado, 25, com a participação do Sindicato dos Médicos do Pará.

A reunião aconteceu atendendo à convocação do Ministério Público Estadual, sob a Coordenação do Grupo de Trabalho Emergencial – GTE- MPPA-Covid 19, coordenado por Waldir Macieira e Adriana Simões, com a presença do Conselho Regional de Medicina, Ministério Público Federal, Ministério Público do Trabalho, Defensoria Pública Estadual, do Prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho; Secretário de Saúde do Estado, Dr. Alberto Beltrame; e do Diretor Geral do Samu e técnicos do MPE. Pelo Sindmepa participaram da reunião o diretor de comunicação, Wilson Machado e o assessor jurídico, Eduardo Sizo,

Após as coletas de informações, ponderações, conciliações e propostas, vários protocolos foram definidos e acertados para melhorar o fluxo de atendimento à Covid 19 na capital paraense:

SOBRE PSM 14

A Prefeitura passará a formalizar contrato com todos os médicos plantonistas, garantindo pagamento de plantões de 12 horas, por 1.400 reais, fornecimento de EPIS, remuneração em razão de afastamento pelo contagio do CONVID 19. Os médicos em grupos de risco serão mantidos afastados da linha de frente do enfrentamento à Covid 19, sendo-lhes oferecidos locais onde possam contribuir com seu conhecimento técnico, com redução máxima de riscos. Serão verificadas as possibilidades de instalação do sistema de teleconsultas. Médicos do grupo de risco que não quiserem optar pelo afastamento, podem se manter no trabalho sem alteração.

RESIDENTES E RECÉM-FORMADOS

Os médicos recém-formados e Residentes serão alocados para trabalho na Atenção Básica. Não ficarão responsáveis por leitos de média e alta complexidade.

ESCALAS

O Município encaminhará, diariamente, a escala de médicos de todos os setores ao MPE.

ATENDIMENTOS NOS BAIRROS

Serão instaladas tendas de atendimentos de pacientes sintomáticos leves, com atendimento por médicos recém-formados e cubanos.

TRANSFERÊNCIAS

Serão feitos esforços de máxima integração dos sistemas de referência (Estado e Município de Belém) para dar celeridade à transferência de pacientes de leitos municipais para os estaduais. Com Urgência na transferência de 24 pacientes de UTI e 72 pacientes de enfermaria.

ATENDIMENTO NO HANGAR

Os Residentes receberão capacitações rápidas de urgência e emergência. Serão acompanhados por um médico intensivista e infectologista por plantão, além de acesso à videoconferência com o Hospital Sírio Libanês; serão contratados como médicos, receberão 1.800 reais por plantão de 12h; além, dos mesmos EPIS utilizados no Hospital Abelardo Santos. O Estado se dispõe a contratar médicos com experiência em assistência a pacientes graves para atuar em conjunto com os residentes.

 

 

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará