WhatsApp: (91) 8895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386
Afiliado a:

Mais respeito aos nossos médicos!

0

O Sindicato dos Médicos do Estado do Pará, por seus associados e representados, REPUDIA PUBLICAMENTE toda e qualquer forma de agressão ou desrespeito a médicos e profissionais de saúde.

No dia 10 de abril de 2020, o Médico JEDSON GLEIZER SOUZA PINHEIRO, que estava de plantão na UPA Terra Firme, por volta das 22h, foi gravemente agredido e exposto por familiares de uma paciente que foi a óbito naquela unidade, em decorrência de insuficiência respiratória, provavelmente decorrente de COVID-19.

Acompanhada por vários familiares que questionaram a declaração de óbito emitida pelo Médico, a filha da paciente, visivelmente desequilibrada emocionalmente, rasgou o documento oficial, ameaçou e agrediu verbalmente o médico além de retirar a máscara do profissional expondo-o à ação de agentes biológicos.

Vale ressaltar que a Portaria Conjunta n. 01/2020, do Conselho Nacional de Justiça e Ministério da Saúde, determina que: “Havendo morte por doença respiratória suspeita para Covid-19, não confirmada por exames ao tempo do óbito, deverá ser consignado na Declaração de Óbito a descrição da causa mortis ou como ‘provável para Covid-19’ ou ‘suspeito para Covid-19”, e que portanto, o médico agiu como manda a regulamentação do MS.

Além do repúdio à conduta dos familiares, o Sindmepa também repudia com veemência a gestão da Upa da Terra Firme por não garantir a segurança dos profissionais e nem adotar medidas para a responsabilização dos agressores.

O Sindmepa vai acompanhar o procedimento já iniciado pelo Médico, junto à Polícia Civil do Estado e adotará medidas civis para responsabilizar os culpados pela agressão.

 

Diretoria Colegiada

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará