WhatsApp: (91) 8895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386
Afiliado a:

Março Lilás mês de prevenção ao câncer de colo de útero

0

Com o intuito de transmitir informações sobre os cuidados e prevenção contra o câncer de colo uterino – maior causa de morte por câncer na região norte – é que acontece durante todo este mês a campanha Março Lilás. A campanha também tem como objetivo discutir o papel e a importância da mulher na sociedade, valorizando a saúde e o bem estar da mesma.

O câncer do colo do útero é causado pela infecção persistente por alguns tipos de vírus do HPV. De acordo com o INCA, o câncer de colo do útero é o terceiro mais frequente entre a população feminina do Brasil, atrás apenas do câncer de mama e do colón e reto. Porém na região norte este tipo de doença é a maior causa de morte por câncer entre as mulheres, superando o câncer de mama.

Fonte: Integrador RHC-CACON/HOL, UNACON HRBA, UNACON HUJBB

No Pará, de acordo com dados do Sistema de Informação de Mortalidade/DEPI/SESPA, o número de mulheres que morreram em decorrência deste tipo de câncer em 2018 chegou a 321. Apesar do número de mortes por câncer de colo de útero ter apresentado uma leve queda com relação a 2016 não há muito o que se comemorar, pois o número de mortes pela doença ainda é elevado e a estimativa para este ano, é o surgimento de 860 casos novos.

Fonte: SIM/2019

Para a presidente da Associação Paraense de Ginecologia e Obstetrícia (APGO), Lilian Thomé, diversos fatores influenciam nos altos índices de câncer de colo de útero no Estado. “A cobertura de acesso ao preventivo é grande aqui no Pará, mas não cobre toda a população. Existem populações que não tem acesso a saúde”, afirma. Ainda de acordo com a médica, uma tese de doutorado apresentada pela doutora Valéria Pontes, mostra o perfil da mulher que morre por câncer de útero no Pará que é a mulher com mais de dois filhos, cuja família vive com menos de 300 reais e não tem acesso nenhum a saúde. “Esta é a mulher que morre por câncer no estado”, disse.

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.