WhatsApp: (91) 8895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386
Afiliado a:

Saúde pública de Parauapebas chega ao caos

0

Entrando no terceiro ano do mandato, o Prefeito Darci Lermem, de Parauapebas – município com o segundo PIB do Estado do Pará –, deixa a saúde pública chegar ao total caos e ainda pretende trocar contratos físicos com médicos por contratos com pessoa jurídica, pejotizando o trabalho médico.

Em épocas de campanha eleitoral, Darci Lermen recebeu apoio dos servidores públicos por conta de suas promessas que visavam melhorias na saúde e educação. Porém, após ganhar as eleições, as promessas caíram no esquecimento e o prefeito manteve a conduta do Governo anterior com o sucateamento da saúde e a tentativa de retirar o máximo de direitos possíveis dos servidores da saúde, tentando entregar o único Hospital Público do Município para uma Organização Social.

Além da falta de profissionais nas escalas que sobrecarregam os demais profissionais, faltam medicamentos básicos e exames primordiais. A situação da categoria médica se tornou ainda mais grave com o anuncio do prefeito, na última terça-feira (14) para Conselho Municipal de Saúde que pretende não renovar o contrato dos médicos e passar a contratar apenas pessoa jurídica. Essa é uma modalidade de contratação que atenta contra o princípio constitucional da dignidade humana, pois não dá direitos como a proteção à maternidade, recebimento de periculosidade, insalubridade, afastamento por doença e férias. Fere princípios de Direitos Humanos Internacionais é considerada pela Organização Internacional do Trabalho como comércio de pessoas, pois coisifica seres humanos.

Médicos nestas condições em sua maioria não têm sequer regularidade de pagamento, ficando até quase 1 ano sem receber.  Enquanto o Governo Federal fala em criar carreira de Estado de médico, o Prefeito de Parauapebas parece intencionar acabar com a carreira médica na saúde pública.

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.