WhatsApp: (91) 8895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386
Afiliado a:

Médicos da Santa Casa criam lista de reivindicações

0

Médicos da Santa Casa criam lista de reivindicações

Médicos que trabalham na Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará estiveram reunidos na noite de ontem (16) em Assembleia Geral Extraordinária para avaliar as condições atuais de trabalho e as propostas da direção do hospital para algumas reivindicações apresentadas durante reunião entre dirigentes da Santa Casa, médicos e representantes do Sindmepa.

De acordo com a Santa Casa, o governo deverá pagar a Gratificação de Alta Complexidade (GAC) integralmente logo neste mês. Já os sobreavisos, cortados no mês de novembro, deverão ser pagos em quatro parcelas. Porém os médicos lembraram que o 13º salário – pago com base em novembro – também deve ser revisto e pago proporcionalmente com base em todos os sobreavisos já trabalhados.

Os médicos também reivindicaram durante a AGE, a manutenção dos contratos com o hospital e a garantia da substituição de contratados doentes, de férias ou afastados por outros motivos.

Durante a assembleia, os médicos concordaram em entregar todos os plantões extras, caso a GAC não seja incorporada à remuneração até o mês de abril. A gratificação foi proveniente de movimento para reajuste de remuneração e atualmente é paga como sobreaviso. Para os médicos a gratificação deve ser incorporada ao salário através do Plano de Cargo, Carreira e Remuneração (PCCR).

A regulação de pacientes, vinculação de gestantes com maternidades de retaguarda, mapeamento de pacientes de alto risco, criação de um Pronto Socorro pediátrico e de uma maternidade municipal como forma de diminuir a grande demanda de pacientes para a Santa Casa e a compensação e pagamento dos profissionais que estão à frente da preceptoria também foram pontos de reivindicação dos médicos durante a AGE.

Todos os pontos discutidos serão encaminhados pelo Sindicato dos Médicos do Pará à direção da Santa Casa afim de melhorar o atendimento no hospital e garantir qualidade de vida no trabalho médico.

Leave A Reply