Afiliado a:

Sindmepa Informa 29.06.2014

UTI LOTADA SANTARÉM

Seis dos sete leitos da UTI pediátrica do Hospital Regional de Santarém estão ocupados com crianças no respirador e fora de possibilidade terapêutica. Isso é preocupante já que resta apenas um leito de UTI disponível para crianças que necessitam de cuidados intensivos. Um grave problema bioético, social e financeiro. O problema foi constatado em visita técnica realizada pelo Sindmepa ao Hospital esta semana. O lado bom é que encontramos o Hospital em excelente estado de conservação após sete anos de sua inauguração.

CADÊ O MONITOR?

A Substituição dos monitores cardíacos da CTI do HPSM da 14 tá dando o que falar. É que dos nove aparelhos comprados só oito chegaram ao destino. Como a falta foi detectada pela responsável pelo setor, o chefe do patrimônio da Sesma, de saia justa, tentou justificar a ausência do aparelho com a desculpa de esquecimento no caminhão da transportadora. Claro, pegou mal. E o destino do aparelho até agora é ignorado.

CRISE NA SANTA CASA

Uma nova crise se avizinha na Santa Casa. Além do grave problema de superlotação novamente da unidade neonatal e da transformação da maternidade em hospital de porta aberta para atendimento de urgência e emergência pediátrico, agora temos o corte de sobreavisos dos médicos da instituição.  Ressalte-se que o corte de sobreavisos contraria, inclusive, portaria da Sespa (700180), publicada no último dia 12, com a seguinte redação no item I: “Fica suspensa a realização de sobreavisos para todos os cargos da Secretaria de Estado de Saúde Pública, com exceção do cargo de médico”. Solicitamos reunião urgente com a direção da Santa Casa, avisando que há risco de greve iminente.

FEMAM

A Federação Médica da Amazônia aprovou em AGE específica para este fim a sua desfiliação da Fenam, por maioria absoluta dos representantes dos sindicatos dos médicos do Pará, Amapá, Rondônia, Roraima e Acre. A proposta agora é constituir uma nova representaç nacional junto com outros 15 sindicatos que estão se desfiliando de uma entidade que não representa mais os médicos brasileiros.

MORTES NO TRÂNSITO

A violência urbana, em especial a violência no trânsito, já é a segunda causa de mortes no Estado, de acordo com levantamento feito pela Secretaria Estadual de Saúde dos anos de 2012 e 2013. A primeira causa são as doenças cardio-vasculares, seguida de “causas externas de mobilidade e mortalidade”, que antes ocupava a 4ª colocação no ranking. É por essa razão que defendemos que os problemas da violência nos seus diversos aspectos, com ênfase nos acidentes de trânsito, devam ser tratados como problema de saúde pública.

NEGOCIAÇÕES COM PLANOS

Conforme rodízio aprovado da Comissão Estadual de Honorários Médicos, ficou definido que a sede da comissão, a partir de agora, será no Sindmepa, tendo como coordenador o diretor João Gouveia. Também ficou aprovado que o início das negociações com os planos será em julho, sendo o primeiro o grupo Unidas. Uma ótima notícia foi a aprovação da lei 13.003, publicada no Diário Oficial da União do último dia 24, que obriga planos e seguradoras de saúde a firmarem contratos por escrito com prestadores de serviço, com reajuste anual, o que vai melhorar em muito as defasagens nos honorários médicos.

 

Deixar um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.