Afiliado a:

Sindmepa Informa – 19.11.2013

MENOS VERBAS

Além da insuficiência de verbas e da incompetência administrativa, agora nos deparamos com mais um obstáculo para uma saúde de qualidade no Pará: a suspensão de verbas do MS por falta de inconsistência nos dados cadastrais do Sistema de Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (SCNES), especialmente a duplicidade de informações. São R$ 200 mil a menos todo mês no Pará. Belém é um dos municípios que aparecem entre os que perdem com as inconsistências no SCNES. R$ 18 mil por mês. Enquanto isso, o caos na saúde corre solto.

REUNIÃO FEMAM

Uma das decisões mais importantes aprovadas na reunião da Federação dos Médicos da Amazônia (Femam), na semana passada, da qual participaram dois diretores do Sindmepa, foi a fiscalização das condições em que os médicos estão atuando na região, inclusive profissionais do Mais Médicos. Todos os contratados serão visitados com o objetivo de se verificar irregularidades cometidas por gestores públicos. A ideia é exigir que a lei seja cumprida e que os direitos trabalhistas sejam pagos.

CONSÓRCIO

Mais uma pérola entre as muitas para interiorizar médicos. A CCJ do Senado aprovou a criação de consórcios públicos destinados à contratar médicos, como solução para o problema da carência de médicos nas periferias e regiões mais distantes. Os consórcios contratariam pelo regime celetista profissionais para atuar exclusivamente na Atenção Básica. Mais uma forma disfarçada de terceirização de médicos que, provavelmente, irão receber seus vencimentos em suaves prestações e com atrasos.

REUNIÃO PCCR

Será na próxima quinta-feira, 21, a segunda rodada de debates entre profissionais da saúde do Pará e o MP Estadual para se discutir a implantação do PCCR dos Servidores da Saúde do Pará. Participamos de uma primeira rodada de debates, com a promotora Maria da Penha Mattos e sugerimos a convocação de mais trabalhadores. O PCCR é um sonho de mais de 20 anos dos profissionais da saúde do Estado e espera-se que, agora, com o ingresso do MP, finalmente saia do papel.

AÇÃO IPAMB

A justiça deu ganho de causa a médicos do município de Belém considerando irregular a cobrança compulsória do Plano de Assistência Básica à Saúde dos Servidores, mantida pelo Ipamb. É mais uma causa patrocinada pelo Sindmepa em favor de médicos do Pará. Colegas sindicalizados que quiserem ingressar judicialmente para requerer o mesmo benefício, devem dirigir-se ao Sindicato com cópias dos cinco últimos contracheques, comprovante da data de ingresso no município, comprovante de residência e carteira do CRM.

MOTOCICLETAS

Nas visitas que fazemos pelo interior do Estado constatamos que as bicicletas estão sendo substituídas cada vez mais pelas motocicletas, o que compromete diretamente a saúde da população, o sistema de saúde e, de quebra, a segurança. A mudança resulta diretamente em aumento no número de mortes por acidentes de motos, jovens inválidos, obesidade e doenças cardiovasculares. É mais estresse no trânsito, mais assaltos e latrocínios. Enfim, estima-se aumento em 30% nos custos da saúde, sem falar na segurança. Que tal uma campanha pela volta do uso da bicicleta? A saúde e segurança dos munícipes agradecem.

 

Deixar um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.