Afiliado a:

Sindmepa Informa – 14.07.2013

Desperdício

Na nota desperdício da semana passada o Sindmepa solicitou o pronunciamento da Sespa e recebeu ofício do secretário de saúde Hélio Franco que corrigiu os valores que o Estado recebeu do Ministério da Saúde para a realização de cirurgias eletivas que foram de cerca de R$ 30 milhões. Até aqui foram distribuídos aos municípios em torno de R$ 13 milhões. O restante deverá ser utilizado até setembro deste ano nos municípios que não estão na gestão plena.

ATRASOS

São recorrentes os atrasos no pagamento dos funcionários de saúde dos municípios de São Miguel do Guamá, Mãe do Rio, Concórdia do Pará, Acará e Santo Antônio do Tauá. Médicos denunciam ao Sindmepa a grande dificuldade por que passam em não poder honrar seus compromissos financeiros, em função da falta de pagamento dos salários por parte das gestões desses municípios. Depois não sabem por que médicos não se interessam em trabalhar no interior.

AVALIAÇÃO

A UFPA não participará da alternativa ao revalida, prevista no decreto, que visa aplicar uma avaliação superficial aos médicos cubanos e outros que o governo federal trará para o Brasil. A afirmação foi feita pelo reitor da Universidade durante reunião, esta semana, com diretores do Sindmepa. A qualificação do ensino médico na UFPA e a residência no Hospital Barros Barreto também foram assuntos tratados durante a reunião.

HEMONÚCLEOS E PLANTÕES

 Uma determinação do Governo do Estado, através da Sead, corta os sobreavisos médicos dos Hemonucleos do Hemopa, mantendo somente nos Hemocentros de Castanhal, Marabá e Santarém. Isto, trará prejuízo ao atendimento dos usuários do HEMOPA no interior. Os Hemocentros serão responsáveis pelas intercorrências ocorridas nos Hemonúcleos sob sua jurisdição, como por exemplo, Marabá ficará responsável por Tucuruí e Redenção e assim por diante. Como um médico poderá responder por alguma intercorrência há quilômetros de distância?

REUNIÃO

Na próxima quinta-feira,18, o Sindempa reunirá com a secretária de Administração, Alice Vianna, juntamente com uma comissão formada por médicos dos hospitais Gaspar Vianna, Ophir Loyola, Aberlado Silva e Santa Casa para discutir o reajuste dos plantões e sobreavisos em 7,2% negociados com a Secretária de Estado de Administração (Sead) e não cumpridos. A questão dos hemonúcleos do Estado também estará em pauta.

Manifestação

O Sindmepa esteve presente à manifestação das centrais sindicais na última quinta-feira. Cerca de 1, 5 mil pessoas foram às ruas da capital paraense. Com faixas, cartazes e panfletos os diretores João Gouveia e Lafayette Monteiro levantaram a bandeira da saúde pela melhoria das condições de trabalho, por mais verbas para o setor, contra a privatização dos serviços públicos, remuneração digna com Plano de Cargos Carreiras e Remuneração, concurso público, gestão eficiente, além da luta contra a corrupção e impunidade na área da saúde.

 

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.