Afiliado a:

Sindmepa Informa – 10.11.13

ESCALPELADOS

Peças publicitárias da campanha nacional do CFM contra o escalpelamento foram apresentadas à imprensa, nesta semana, em um café da manhã, no Sindmepa. A ideia foi chamar a atenção dos veículos de comunicação para a necessidade de convencimento dos barqueiros e populações ribeirinhas sobre os cuidados que precisam ter para evitar esse mal, que atinge pelo menos uma vítima por mês nos rios da Amazônia. Parceiros da campanha em nível estadual – Sespa, Marinha e Sindmepa – distribuíram o material publicitário da campanha, que tem como madrinha a atriz Dira Paes.

CALAMIDADE

Médico de Salvaterra denunciou à imprensa condições precárias de atendimento no munícipio, especialmente na localidade de Condeixa, onde uma tenda foi montada para o atendimento sendo dividida por uma cortina, onde o paciente perde completamente a privacidade. Enfermeiros obrigados a trabalhar fora do horário e dentistas atendendo sem assistentes também são frequentes na localidade. O quadro não é diferente dos outros que temos denunciado por aqui. Infelizmente, não temos poder de polícia.

SENTENÇA IDESMA

Informamos aos interessados no processo de n. 0000513-31.2013.5.08.0012, que tramita perante a 12ª Vara do Trabalho, no qual figura como reclamante o Sindmepa e como reclamados o Estado do Pará e o Instituto de Saúde Santa Maria (Idesma), que a sentença proferida foi objeto de recurso por parte do Estado. Já há petição requerendo execução do FGTS, assunto que não foi objeto de recurso.

PROGRAMA BRINCANDO DE MÉDICOS

O resultado do Revalida deste ano, com 9,7% de aprovação, foi o pior de todos os tempos, reafirmando a necessidade de aplicação do teste a médicos formados em universidades estrangeiras. Contraditoriamente, 66 candidatos reprovados no exame estão atendendo pelo Mais Médicos. Além da falta de qualidade no atendimento, ações propostas pelo MPT e MPF já apontam ilegalidades na forma de contratação pelo programa. Por tudo isso, o Mais Médicos pode se transformar em um tiro no pé de quem o criou com intenções meramente eleitoreiras.

SOBRE LIMINAR

A liminar que suspendeu a eleição do Conselho Municipal de Saúde, reconhecendo irregularidades no processo de indicação do Sisbel como representante dos trabalhadores na Saúde, foi uma petição do Sindicado dos Enfermeiros do Pará (Senpa). Fica o registro em complemento à nota publicada na coluna da semana passada.

DESPERDÍCIO

Dados recentes de custos com prefeituras no Estado mostram que, quanto menor o município, maior o percentual do gasto com a máquina pública, sobrando pouco para investimentos em educação, saúde, assistência social e transporte, ou seja, para serviços básicos. Mas quando se fala em criar novos municípios, tudo isso é esquecido falando mais alto a politicagem.

 

Deixar um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.