Afiliado a:

Sindmepa Informa – 06.04.2014

DESCASO

Chega a ser constrangedor o descaso com os profissionais que trabalham nos HPSMs de Belém, obrigados a atuar com a falta de medicamentos, muitas vezes básicos e materiais indispensáveis à prática da boa medicina. Os usuários tratados sem o menor respeito à dignidade humana, tendo seus direitos primordiais negados. Não podemos ser coniventes com a falta de compromisso com a agilização das soluções prometidas pela atual gestão da saúde no Município. Médicos, que são afinal de contas a linha de frente no processo, começam a ser agredidos por familiares de pacientes, inconformados com esta situação. É o caos instalado.

VERDADE RESTAURADA

Nesta semana, as centrais sindicais do Pará, com apoio da OAB/Pa e Dieese/Pa instalaram a comissão que vai apurar as violações aos direitos humanos de trabalhadores do Estado, no período da ditadura militar. Fomos representados na instalação da comissão pelo diretor João Gouveia, coordenador sindical do Dieese, que deixou o recado do Sindmepa: ditadura, censura e tortura nunca mais!

PARCERIA FGV/IDEAL

Cursos de especialização da FGV/Ideal terão 20% de desconto para médicos associados do Sindmepa de Santarém. O curso de Gestão em Saúde deve começar no final de maio, quando as turmas fecharem e as aulas acontecerão no Barão Center Hotel. Para mais informações, basta entrar em contato com a Dra. Andrezza (93) 9125-5638.

GOVERNO SEM PALAVRA

Mais uma vez a Sespa e Sead, não cumprem com a promessa de entregar o projeto do PCCR dos funcionários da saúde do Estado. Na última reunião dos sindicalistas com ambos os secretários ficou pactuado o dia 31 de março como a data final para a apresentação do projeto. Mais uma promessa vazia e pura enrolação…

GRATIFICAÇÕES SUSPENSAS

O diretor do Hospital Abelardo Santos comunicou aos médicos da instituição a suspensão do pagamento das gratificações conquistadas a duras penas, no movimento paredista de 2011, após demoradas negociações entre a categoria e a Sespa-Sead. Já estamos tomando as providências legais contra a medida.

SANTA CASA

Médicos vinculados à Santa Casa por contratos temporários estão trabalhando atualmente sem qualquer vínculo com a instituição, com a não renovação dos contratos que estavam em vigor. Como não há profissionais para substituí-los, continuam trabalhando regularmente, mas sem previsão de pagamento. A maioria já decidiu que não vai mais atender nessa condição, o que compromete o atendimento dos usuários do novo hospital Almir Gabriel.

DIA MUNDIAL DA SAÚDE

Reiteramos convite para o café da manhã e participação das atividades alusivas ao Dia Mundial da Saúde, amanhã, no Sindmepa.

 

Deixar um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.