Afiliado a:

Sindmepa Informa – 02-02-2014

EXAME OBRIGATÓRIO

O Conselho Federal de Medicina (CFM) aprovou recomendação que torna obrigatório a avaliação médica antes de qualquer atividade física, seja competitiva ou recreativa. A avaliação não precisa, necessariamente, ser feita por um cardiologista em todos os casos, mas somente nos casos de atividades competitivas ou nos casos em que haja alterações químicas diagnosticadas ou suspeitas no exame médico. A recomendação deve ser cumprida em todos os estabelecimentos onde se praticam exercícios físicos.

ABELARDO SANTOS/CLÍNICA SÃO LUCAS

A transferência da maternidade do Hospital Abelardo Santos para o Hospital (privado) São Lucas, em Icoaraci, não está agradando aos médicos daquele hospital, já que as condições estruturais encontradas são muito ruins, não permitindo sequer a realização de cesarianas com segurança, havendo riscos para a vida de mães e bebês. Os médicos são obrigados a circular por um pátio a céu aberto para entrar na sala de cirurgia já vestidos com a roupa de uso restrito do centro cirúrgico. Diretores do sindicato fizeram vistoria constatando o caos e relatório será enviado aos órgãos competentes cobrando providências.

CAMPEÃO

O Brasil é campeão mundial em número de escolas médicas. Compare os números: a Índia, com 1 bilhão e 225 milhões de habitantes, tem 210 escolas médicas; a China, tem 1 bilhão e 330 milhões de habitantes e 150 escolas médicas e os EUA tem 314 milhões de habitantes e 131 escolas médicas. Já o Brasil, pasmem, com 200 milhões de habitantes, tem 214 escolas médicas. Mas nenhum destes países está submetendo sua população pobre a médicos estrangeiros sem avaliar suas qualificações. Pense nisto.

PORTO DIAS

A Câmara Municipal de Belém fará audiência pública para debater a compra do Hospital Porto Dias, no próximo dia 5, quarta-feira. Os vereadores querem que a Prefeitura de Belém esclareça os detalhes da compra do hospital, especialmente com relação à gestão dos recursos da compra. Zenaldo já teria declarado à imprensa que a gestão do novo hospital será pública, não tendo a intenção de entregar o estabelecimento a uma O.S. Estamos torcendo para que isso seja verdade.

ATRASOS

Sem condições de trabalho e com pagamentos de plantões atrasados desde o ano passado, médicos de Mosqueiro e Icoaraci ameaçam paralisar atividades. Em Icoaraci, a situação se agrava com a falta de equipamentos mínimos para a atividade profissional. Há relatos de falta de ventiladores mecânicos, insuficiência de aspiradores portáteis e de monitores multiparâmetros, laboratório com funcionamento precário, falta de medicamentos e material no almoxarifado. Pra piorar, a unidade não dispõe nem de área para repouso dos plantonistas. Uma falta de respeito.

ORDEM TERCEIRA

O hospital da Ordem Terceira pediu a intervenção do Ministério Público Federal para obrigar a Prefeitura de Belém a repassar recursos que chegam a R$ 5, 2 milhões já liberados pelo Ministério da Saúde para o hospital e retidos pela PMB. A Ordem Terceira argumenta que destina 95% de sua capacidade instalada para atendimento a usuários do SUS, e desde 2011 registra déficits em seu caixa em função de valores não repassados pela PMB. Deve-se a esses atrasos o não pagamento dos salários de dezembro e 13º dos médicos que trabalham no hospital, informa a direção do estabelecimento.

 

Deixar um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.