Afiliado a:

Regularização de pagamentos de médicos de Bragança depende de repasses da Sespa

O Sindmepa recebeu, na manhã desta quinta-feira, a visita do vice-prefeito de Bragança e secretário municipal de saúde, Mário Ribeiro da Silva Júnior, acompanhado de Edelvandro Oliveira e Sônia Nascimento, gerente financeiro e responsável contábil do Hospital Santo Antonio Maria Zaccaria, respectivamente. Em reunião com diretores do sindicato eles falaram sobre o atraso do pagamento de médicos que trabalham no município. Eles foram recebidos pelos diretores João Gouveia e Waldir Cardoso.

Foto: Ascom Sindmepa

Em nota publicada na coluna de domingo do Sindmepa, foi denunciado o atraso de três meses no pagamento de médicos e corpo técnico do Hospital Santo Antônio Maria Zaccaria, mantido em convênio com o estado. O Sindmepa cobrou explicações do hospital e denunciou a falta de pagamento ao promotor de Justiça do pólo de Bragança, MPE e CRM-PA.

Na reunião de hoje, o secretário de saúde de Bragança disse que os hospitais não estão recebendo os repasses em dia do governo do estado, o que já foi cobrado pela prefeitura. Além disso, municípios atendidos por Bragança não cumprem a pactuação na área do saúde, o que onera o município pólo. Ao todo, estão com salários em atraso entre 80 a 100 médicos que trabalham nos hospitais Santo Antonio, Hospital Geral e Hospital de Clínicas de Bragança, todos contratualizados com o estado.

O caso mais ostensivo é o do hospital Santo Antonio, que tem 76 profissionais contratados e atende a maior demanda da região. O débito da Sespa com o hospital chega a R$ 4.748.075,96 por dois meses de serviços prestados. O secretário de saúde disse que a prefeitura vem negociando e cobrando da Sespa desde dezembro. A expectativa é que, com a reabertura do sistema de repasses, que aconteceu ontem, os pagamentos sejam regularizados.

Foto capa: Mácio Ferreira – Agência Pará

Deixar um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.