Afiliado a:

“Quase deuses” abre a programação do Cineteatro Sindmepa

Foi dado início ontem (30), na sede do Sindicato dos Médicos do Pará, a programação no Cineteatro do Sindmepa.  Projeto do Sindicato dos Médicos do Pará que visa levar cultura e lazer gratuitamente à médicos, estudantes de medicina e à comunidade em geral.

O filme escolhido para a estreia foi “Quase deuses” (2004). Baseado em uma história real, o longa-metragem conta a história de Vivien Thomas, um negro na década de 30, contratado como faxineiro, mas que acaba ajudando o Dr. Alfred Blalock em uma investigação médica. O problema é que o racismo não permite a entrada de Thomas na universidade, mas como ele é indispensável para o êxito do projeto, sua entrada é permitida contanto que somente Blalock receba as honras.

Você é o nosso convidado para assistir as sessões de cinema que ocorrem todas as terças-feiras, às 19h, na sala multimídia do sindicato.

Reserva de lugares pelos telefones: 3224-3096/99989-3486/98895-3103

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO DE FEVEREIRO DO CINE SINDMEPA:

06 de fevereiro – Moonlight

O filme apresenta três momentos da vida de Chiron, um jovem negro morador de uma comunidade pobre de Miami. Do bullying na infância, passando pela crise de identidade da adolescência e a tentação do universo do crime e das drogas, este é um poético estudo de personagem.

20 de fevereiro – O Óleo de Lorenzo

Um drama real na vida de um pai e uma mãe que lutam para salvar a vida de seu filho. Augusto e Michaela Odone são pegos pelo destino: Lorenzo de cinco anos de idade é diagnosticado com uma rara e incurável doença, mas a persistência da família e sua fé os leva para a cura, salvando seu filho e mudando a história da medicina.

27 de fevereiro – Um Limite entre nós

Anos 1950. Troy Maxson (Denzel Washington) tem 53 anos e mora com a esposa, Rose (Viola Davis), e o filho mais novo, Cory (Jovan Adepo). Ele trabalha recolhendo lixo das ruas e batalha na empresa para que consiga migrar para o posto de motorista do caminhão de lixo. Troy sente um profundo rancor por não ter conseguido se tornar jogador profissional de baseball, devido à cor de sua pele, e por causa disto não quer que o filho siga como esportista. Isto faz com que o jovem bata de frente com o pai, já que um recrutador está prestes a ser enviado para observá-lo em jogos de futebol americano.

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.