Afiliado a:

Proposta de desfiliação da Fenam será apreciada em junho

A proposta de desfiliação da Federação Nacional dos Médicos (Fenam), assinatura da Carta de Princípios do Fórum Resistência Democrática e participação no movimento que discute a criação de uma nova entidade sindical de segundo grau foram algumas das decisões aprovadas em Assembleia Geral Extraordinária da Federação Médica da Amazônia (Femam), na última sexta-feira, em Belém. A Femam reúne representantes de sindicatos médicos dos Estados do Pará, Acre, Amapá, Amazonas, Roraima e Rondônia.

A proposta de desfiliar a entidade da Fenam surgiu em função da discordância dos sindicatos médicos da Amazônia quanto à irregularidades promovidas no último congresso da Federação Nacional, em novembro do ano passado, que aprovou a reeleição do atual presidente e suprimiu direitos legítimos dos sindicatos dos Estados do Amapá e Roraima.

Para discutir a desfiliação, deverá ser convocada uma Assembleia geral específica, em junho deste ano. A Femam também aprovou recomendação aos sindicatos filiados que realizem assembleias para discutir a possibilidade de desfiliação da entidade de classe nacional. Outro encaminhamento aprovado foi a formulação de questionamentos administrativos à entidade nacional por conta do afastamento dos representantes dos sindicatos dos dois Estados do Norte e a realização de estudos jurídicos para garantir os direitos dos dois sindicatos excluídos da diretoria da Fenam e a anulação do último congresso.

Na Assembleia Geral de sexta-feira também foi eleita a nova diretoria da Femam, para o biênio 2014-2016 tendo como presidente Wilson Machado e diretor-financeiro, Waldir Cardoso, ambos diretores do Sindmepa; e aprovado o parecer do Conselho Fiscal sobre a prestação de contas de 2013 e balancetes do primeiro trimestre de 2014.

 

Deixar um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.