Afiliado a:

Programa Mais Médicos tem quase 100% das vagas preenchidas por brasileiros

Faltando dois dias para o encerramento das inscrições, mais de 98% das vagas disponíveis pelo programa Mais Médicos já foram preenchidas por médicos brasileiros. De acordo com o novo edital do programa publicado pelo Ministério da Saúde, na última sexta-feira (30),  os profissionais brasileiros têm escolhido os municípios mais vulneráveis do país para se inscrever. Dos 8.376 médicos que já estão aptos a se apresentarem aos gestores locais, 53,3% escolheram cidades com maior vulnerabilidade. Os profissionais que escolheram as periferias das capitais e regiões metropolitanas somaram 17,3%.

Até às 17h da última sexta-feira (30), o programa Mais Médicos tinha um total de 33.837 inscritos com registro (CRM) no Brasil. Desse total, 8.376 profissionais já estão alocados no município para atuação imediata.

Para a diretora de comunicação do Sindmepa Verônica Costa, o preenchimento de 98% das vagas disponíveis pelo programa não foi uma surpresa. “Todas as sociedades [ligadas a saúde]vêm falando desde o início da formação do programa que não faltam médicos. O que sempre faltou foi a regularidade de pagamento, principalmente em localidades extremas onde o médico não terá outras oportunidades de trabalho. Então o programa Mais Médicos dá essa garantia de pagamento”, afirma.

Dos 31 Distritos Sanitários Indígenas, que possuem grau de vulnerabilidade 8, apenas um ainda não preencheu todas as vagas. Para ela, essa notícia é muito boa, pois significa saúde em localidades com os maiores graus de vulnerabilidade, de estrema pobreza e difícil acesso.

A diretora ressalta que apesar do preenchimento quase que total das vagas ser uma boa notícia, o programa ainda não é a melhor forma de trabalho para os médicos pois não possui uma relação de trabalho clara. “É uma relação de trabalho temporária. Ou seja, infringe as diretrizes do SUS que preconiza que o médico e toda a equipe profissional de saúde fique na sua comunidade e crie um vínculo com ela. Isso não acontece no programa porque daqui há dois anos terá uma nova turma com novas pessoas e que não necessariamente estarão inteiradas com aquele ambiente”, disse.

Ela explica ainda que por esse motivo surge a necessidade da criação do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração do Estado para dar estabilidade e condições do médico atuar em qualquer região do estado.

As inscrições para o programa Mais Médicos seguem até o dia 7 de dezembro.

 Confira a tabela os municípios paraenses que ainda possuem vaga.

*Dados disponibilizados pelo Ministério da Saúde na última segunda-feira (3).

MUNICÍPIO PERFIL DO MUNICÍPIO VAGAS OFERTADAS VAGAS A PREENCHER*
Anajás 7 – Extrema Pobreza 3 2
Aveiro 7 – Extrema Pobreza 6 1
Bagre 7 – Extrema Pobreza 4 1
Curuá 7 – Extrema Pobreza 4 2
Faro 7 – Extrema Pobreza 3 1
Melgaço 7 – Extrema Pobreza 7 4
Placas 7 – Extrema Pobreza 2 1
Distrito Sanitário Indígena Rio Tapajós 8 – Saúde Indígena

 

11 8

Deixar um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.