Afiliado a:

Ortopedistas estão com atividades paralisadas

Médicos traumato-ortopedistas paralisaram atividades na rede particular de retaguarda do município desde sexta-feira, 20, por conta de atrasos no pagamento dos salários feitos pela Prefeitura de Belém. O Sindmepa recebeu a informação de que os valores já foram repassados pela Secretaria Estadual de Saúde (Sespa), mas a Secretaria Municipal (Sesma) não pagou os traumato, que estão com salários atrasados desde setembro.

Estão nessa situação 22 médicos vinculados ao regime de atendimento tipo 7, aquele atendimento que é feito pela rede particular, em convênio com o município. Três hospitais mantêm esse tipo de convênio com o município de Belém para atendimento de cirurgias eletivas: o hospital Santa Terezinha, a clínica Maradei e a Beneficente Portuguesa.

Com a paralisação, as cirurgias já marcadas para pacientes do SUS atendidos nesses estabelecimentos estão temporariamente “represadas”, e os pacientes devem aguardar em casa, ou nos hospitais de urgência, no caso de pacientes que estejam internados.

No último dia 11, o Sindmepa enviou ofício para a Sespa, Sesma, Ministério Público Estadual, e os hospitais conveniados alertando sobre o problema.

 

Deixar um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.