Afiliado a:

Entidades médicas do Pará reafirmam parcerias

Representantes do Sindmepa e Sociedade Médico-Cirúrgica do Pará participaram nesta quarta-feira de uma reunião no CRM para reafirmar parcerias entre as três entidades médicas estaduais. A Corrida e Baile do Médico, Termos de Cooperação com a Câmara e a Assembleia Legislativa, a Comissão Estadual de Honorários Médicos (CEHM), além da constituição do Conselho Superior de Entidades Médicas do Estado (Cosempa) como fórum de discussões coletivas, são algumas das ações que vêm sendo realizadas em conjunto pelas entidades médicas nos últimos anos no Pará.

A importância da reunião, segundo o diretor do Sindmepa, João Gouveia, foi a manutenção das parcerias que as entidades médicas paraenses vêm firmando ao longo dos anos, “em que cada uma tem suas ações específicas, mas que nas ações de interesse coletivo possam estar juntas para fortalecer o sistema de saúde público e privado e defender os interesses da sociedade”.

Entre a as pautas compartilhadas das entidades médicas estão o Cosempa, que tem como finalidade estabelecer formas de luta e execução de projetos elaborados em conjunto ou individualmente pelas entidades médicas sempre em defesa dos interesses da categoria médica e também da sociedade; a Comissão Estadual de Honorários Médicos, que visa negociar valores de honorários médicos no Estado, bem como com planos e operadoras, mobilizando a categoria; os Termos de Cooperação com a Câmara Municipal de Belém e Alepa, permitindo intercâmbio, integração e cooperação técnica com esses Poderes no que se refere a sugestões e análises de propostas de Projetos de Lei na área da saúde, cujos trabalhos serão realizados através da Comissão de Assuntos Parlamentares (CAP/Estadual).

A parceria das entidades médicas paraenses inclui ainda a realização da Corrida do Médico, que acontece de dois em dois anos, já entrando na sua terceira edição; o Baile do Médico, realizado anualmente pelas três entidades; as entregas das carteiras de novos médicos; o compartilhamento dos dados cadastrais do CRM; e a exigência da contribuição sindical aos novos médicos como condição para inscrição junto ao CRM.

São resultado da parceria das entidades também a figura do defensor dativo, com indicação preferencial da assessoria jurídica do Sindmepa; e a CAP/Estadual, com a finalidade de dar suporte técnico, analisar e avaliar matérias legislativas que envolvam a saúde pública e privada, atos médicos, prerrogativas, entre outras questões.

Participaram da reunião, pelo CRM, os médicos Paulo Guzzo e Nazaré Loureiro; pela SMCP, David Bichara; e pelo Sindmepa, João Gouveia, Waldir Cardoso, Wilson Machado, Hilmar Ferreira e Lafayette Monteiro.

 

Deixar um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.