Afiliado a:

Diretores do Sindmepa constatam caos no hospital de Marituba

Médicos plantonistas do Hospital de urgência e emergência Augusto Chaves, de Marituba, programaram uma paralisação do atendimento hoje, a partir das 13h, em função das péssimas condições de infraestrutura do hospital, falta de equipamentos e medicamentos, bem como atrasos no pagamento dos salários que já chegam a 45 dias. Diretores do Sindmepa estiveram ontem no hospital e constataram a precariedade de funcionamento.

De acordo com Lafayette Monteiro, diretor do Sindmepa, que esteve na visita técnica acompanhado do diretor Douglas Vasconcelos, as condições são as piores possíveis. “Há pouco estoque de medicamentos, as macas são enferrujadas, não há lençóis nas enfermarias e nem cadeira de acompanhantes”.

O quadro é tão dramático que nos consultórios não tem nem cadeira de atendimento ou macas para exames e a sala de pronto atendimento não tem nenhum instrumental, destaca o diretor, informando que o aparelho de Raio-X também funciona de forma precária. “Tem dia que funciona, tem dia que não funciona”, disseram funcionários do hospital.

A situação caótica do hospital de Marituba se agravou com o atraso no pagamento dos três médicos que se revezam nos plantões. Eles estão com os salários atrasados há cerca de 45 dias e sem nenhuma perspectiva de pagamento. Como não têm qualquer vínculo empregatício com a Prefeitura, os médicos não compareceram ao plantão na tarde desta quinta-feira.

Os diretores do Sindmepa foram recebidos pelo diretor clínico, Orlando Conde; o diretor técnico, Luis Fernando Nascimento Gama; e o diretor geral, Eduardo Tuma. O Sindmepa vai solicitar uma audiência junto à Secretária Municipal de Saúde de Marituba para discutir os problemas da área e elaborar um relatório para enviar às autoridades competentes.

 

Deixar um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.