Afiliado a:

Cai número de acidentes com escalpelamento no Pará

A Comissão Estadual de Erradicação dos Acidentes com Escalpelamento divulgou ontem que nos primeiros quatro meses de 2014 foi registrado somente um caso de escalpelamento nos rios da Amazônia. No ano passado, foram registrados dez casos no total. A campanha para inibir esse tipo de acidente foi lançada no ano passado em Belém, tendo como madrinha a atriz global Dira Paes. Agora, a Comissão Estadual se preocupa com os implantes de orelha nas vítimas.

No total, 58 processos de implantes de orelha estão sendo encaminhados pela Comissão Estadual. O processo é lento e passa por uma série de procedimentos burocráticos antes que as vítimas sejam submetidas ao implante de orelha, que é bancado pelo SUS.

As estatísticas indicam que já foram registrados 398 casos de escalpelamento no Estado. O Pará é responsável por 90% dos casos de acidentes na região Norte do País, concentrando-se no arquipélago do Marajó a maioria dos casos, cerca de 80%.

A campanha para erradicação do acidente foi lançada no ano passado numa parceria do Conselho Federal de Medicina, Secretaria de Estado de Saúde do Pará (Sespa), Secretaria Especial de Proteção e Desenvolvimento Social, Marinha do Brasil e o Sindmepa, que também é membro da Comissão Estadual.

Em vídeos da campanha a atriz Dira Paes ensina as mulheres e meninas a viajarem sempre com os cabelos presos e nunca se posicionar perto do eixo das embarcações, que prendem os cabelos das vítimas arrancando até o coro cabeludo e orelhas. Para os donos de embarcação é orientado que procurem a Marinha para solicitar a cobertura do eixo, o que é feito de forma gratuita pela Marinha.

 

Deixar um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.