Afiliado a:

Bettina é o primeiro a oferecer exame de polissonografia no Pará

O Hospital Universitário Bettina Ferro de Souza (HUBFS), da Universidade Federal do Pará (UFPA), será o primeiro hospital no Pará a oferecer o exame de polissonografia por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), que acontece a partir de segunda-feira, 2 de junho, com realização do primeiro procedimento, à noite. Com o exame é possível diagnosticar os distúrbios do sono que a pessoa apresenta enquanto dorme.

Segundo informações da Sociedade Paulista de Medicina do Sono, a insônia é a queixa mais frequente dos portadores de distúrbios do sono. Estatísticas demonstram que de 30% a 40% dos indivíduos, em alguma fase da vida, sofrerão de insônia, ou seja, experimentarão dificuldade para pegar no sono ou para voltar a dormir se acordarem no meio da madrugada. A segunda maior queixa, a mais enfatizada pelas pesquisas, refere-se aos distúrbios respiratórios do sono especialmente ao ronco e, pesquisando-se mais a fundo, à apneia que dele decorre. “A apneia é um dos principais distúrbios do sono, causada por alterações obstrutivas na faringe e no nariz”, explica Henderson Cavalcante, otorrinolaringologista do Hospital Bettina.

Na visão dele, o exame proporciona vantagem tanto para o paciente quanto ao profissional de saúde. “Para os pacientes é porque terão o diagnóstico do problema que sofrem quando estão dormindo. Para o profissional de saúde, o importante é que, com o diagnóstico em mãos, terão como administrar o melhor tratamento, observando se é caso cirúrgico ou não”, afirma Cavalcante, que responde interinamente pelo procedimento. À frente deste está a otorrinolaringologista Ericka Badarane, que se encontra de licença maternidade.

Cavalcante adianta ainda que, em princípio, serão realizados dois exames por semana e depois o atendimento será ampliado. “Conforme o andamento da operacionalização do procedimento, a possibilidade é que o número de pacientes seja maior, devido à existência de uma demanda reprimida no SUS, que não tem acesso ao diagnóstico de distúrbios do sono”, explica o médico.

Diagnósticos de outras doenças – Além de atender à demanda de pacientes do Serviço de Otorrinolaringologia do Hospital Bettina, que serve de referência no Pará, o aparelho de polissonografia será utilizado para diagnosticar outras doenças na instituição. Durante o dia, por um neurologista do Serviço de Crescimento e Desenvolvimento – Caminhar do HUBFS, para a realização do exame de eletroencefalografia, responsável pelo mapeamento cerebral das crianças, entre 0 e 12 anos, atendidas no Caminhar.

O diretor do Hospital Bettina, o médico e sociólogo Paulo Amorim, acrescenta que o equipamento irá contribuir com o diagnóstico e tratamento da obesidade infantojuvenil. “Trabalhamos para que o Bettina Ferro seja o primeiro Centro de Referência de Tratamento da Obesidade Infantojuvenil do SUS no Brasil e a polissonografia também irá colaborar para o diagnóstico da doença, apontada na atualidade como uma pandemia. Ou seja, a partir desse serviço poderemos atender, no hospital, a outros tipos de demandas reprimidas no SUS”, ressalta Amorim.

Para o novo coordenador do Serviço de Otorrinolaringologista do HUBFS, o médico Francisco Palheta, que assumiu há dois meses e tomou posse nesta sexta, 30, a disponibilidade do exame de polissonografia visa somar com as demais ações desenvolvidas pela gestão do hospital. “Essa é a primeira conquista que tivemos desde que assumimos a coordenação. Todas as nossas ações buscam ser integradas e voltadas para garantir o melhor atendimento aos usuários do Hospital Bettina”, diz o coordenador Francisco Palheta.

Acesso ao exame – Para ter acesso ao exame, a pessoa precisa ser encaminhada de uma unidade de saúde para o Bettina, onde o passará por uma consulta no Serviço de Otorrinolaringologia e, se for constatada a suspeita de distúrbio do sono, o paciente será encaminhado à realização do exame.

Serviço – O Hospital Bettina fica no Campus IV da UFPA, rua Augusto Corrêa, nº 1, bairro do Guamá, com acesso também pela avenida Perimetral, portão IV da UFPA, Terra Firme. Mais informações pelos telefones: (91) 3201-7819.

Texto: Cleide Magalhães e Edna Nunes – Ascom/HUBFS/UFPA

Fotos: Edna Nunes – Ascom/HUBFS/UFPA.

Deixar um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.